fbpx

Top 8 tipos de ameaças DDoS, saiba como se preparar

Top 8 tipos de ameaças DDoS, saiba como se preparar

Top 8 tipos de ameaças DDoS, saiba como se preparar

Diante da pandemia causada pelo Covid-19 que abalou o mundo, as ameaças DDoS aumentaram significativamente por conta do trabalho remoto, compras online e estudo em home office. Os ataques DDoS estão cada vez mais novos e sofisticados. Sua empresa está preparada para detectar e mitigar essas ameaças? Conheça o top 8 das ameaças DDoS e saiba como se preparar. 

 

Top 8 das ameaças DDoS

Mesmo que o DDoS tenha um modo de ataque menos complicado do que as outras formas de ciberataques, ele se torna cada vez forte e sofisticado. Os hackers descobrem novas ameaças DDoS que violam as tecnologias existentes. Alguns ataques DDoS são baseados em volume, utilizando o alto tráfego (superior à 100 Gbps) que inundam a largura de banda da rede.

Há também os ataques de protocolo que se concentram em explorar recursos do servidor e os ataques de aplicativos são focados em aplicativos da Web e são considerados mais sofisticados. Conheça os principais:

  • Ataques DNS

O DNS é um componente crítico de infraestruatura de rede para qualquer empresa. Os hackers se aproveitam do comportamento do protocolo DNS para gerar ataques mais poderosos como DNS recursivos e DNS Water Torture. 

  • Ataque SSL/criptografados

Os cibercriminosos utilizam o protocolo SSL para mascarar e complicar o tráfego de ataque e a detecção de malware nas ameaças de rede e de aplicativo.

  • Ataques de negação de serviço (RDoS) de resgate 

Tipo de ataque baseado no resgate, em os cibercriminosos enviam um email ameaçando atacar uma empresa, tornando seus recursos indisponíveis, a menos que o resgate seja pago dentro do prazo estabelecido. Esse tipo de ataque aumentou consideravelmente nos últimos anos. 

  • Ataque de aplicativo da camada 7

Ataque que visa apagar recursos, utilizando protocolos de transferência de hipertexto (HTTP), DNS, HTTPS, VOIP, FTP, SMTP e outros protocolos de aplicativo que têm vulnerabilidades que podem ser exploradas, permitindo ataques DDoS. 

  • Ataque baseado em CDN

Muitas empresas usam provedores de CDN (Contente Delivery Network) para fornecer suporte aos seus sites e ao desempenho de aplicativos. O grande problema é que os CDN oferecem uma cobertura para os ataques, pois a empresas não podem bloquear o tráfego proveniente dos endereços IP do CDN. 

 

Leia também: Proteção contra ataques DDoS, como criar um planejamento adequado

 

  • NTP Flood

O NTP também é um protocolo de rede que está acessível ao público. O ataque desse tipo é feito ao enviar pequenos pacotes que transportam um IP falsificado de determinado alvo para outros dispositivos habilitados que fazem a execução NTP.

Por conta dessas solicitações falsificadas, a empresa alvo tentar resolver isso e esgota seus recursos. Com isso, o sistema pode ser reinicializado ou até mesmo entrar em modo offline. 

  • SYN Flood

O SYN Flood foi projetado para consumir os recursos do servidor da empresa alvo. Ao atacar o firewall e as outras defesas da empresa, o hacker sobrecarrega os limites da capacidade da empresa, desativando os sistemas, provocando queda de pacotes de tráfego, desconexões, etc. 

  • UDP Flood

Os hackers enviam um grupo de pacotes UDP para portas aleatórios do servidor da empresa atacada. Por regra, o servidor precisa responder e nesse momento, ocorre o ataque. 

 

Como evitar ataques DDoS?

Como pode se ver, há vários tipos de ataques DDoS e eles crescem todos os anos. Então, a melhor forma da sua empresa evitar ser vítima contra esse ataque é a proteção anti-DDoS. Quer saber mais? Fale com nossos consultores. 

Deixe uma resposta