fbpx

O mercado de Cloud Computing e a pandemia

O mercado de Cloud Computing e a pandemia

A pandemia do coronavírus causou o distanciamento social e forçou as empresas a colocarem seus colaboradores em trabalho remoto. Por consequência, a demanda por soluções de Cloud Computing cresceu exponencialmente. 

O ano de 2020 provocou mudanças drásticas nas rotinas empresariais. Videoconferências, serviços online e ecommerce tornaram as alternativas para que as empresas não tivessem perdas ainda maiores. A consultoria Gartner, segundo esta reportagem, estima que o mercado de tecnologia em nuvem e digitalização e outras infraestruturas corporativas de TI vão crescer cerca de 60% até 2022. 

De acordo com a consultoria, a estimativa é que o mercado de Cloud Computing pode atingir US$ 80 bilhões até 2024. Boa parte desse investimento será usada para aumentar desempenho, escalabilidade e aproximar dados e usuários. 

 

Aceleração do mercado Cloud Computing

Antes da pandemia, o mercado digital concentrava seus esforços em Inteligência Artificial e Edge Computing. No entanto, a cloud computing ganhou força, impulsionada pela mudança da rotina empresarial ao adotarem o trabalho home office. 

A migração para o cloud computing foi a única saída para que muitas empresas mantivessem suas atividades sem comprometer a qualidade dos serviços prestados. Por meio dessa solução, sistemas de dados e softwares podem ser integrados online, sem precisar manter estruturas de hardware, instalar e configurar programas e adquirir licenças. 

Por meio da Cloud Computing, a infraestrutura das empresas tornou-se mais complexa, segura, robusta e confiável e proporcionou que os colabores possam trabalhar em suas residências. Diante desse cenário, as empresas conseguiram aumentar a produtividade e manter a eficiência no trabalho, mesmo sendo remoto. 

Deixe uma resposta