fbpx

Como o armazenamento na nuvem pode proteger sua empresa dos ciberataques

Como o armazenamento na nuvem pode proteger sua empresa dos ciberataques

Como o armazenamento na nuvem pode proteger sua empresa dos ciberataques

Em razão da pandemia do Covid-19 e o aumento do home office, os ciberataques tornaram-se cada vez mais frequentes em grande escala. Órgãos públicos, multinacionais, empresas de serviços, comércio, indústria… Ninguém está salvo dos atos criminosos digitais. Uma das estratégias utilizadas para proteger as empresas desses cibertaques é o armazenamento na nuvem. 

 

Ataque de phishing

Segundo informação da ComputerWorld, foi uma divulgada uma pesquisa da Check Point em que apresenta um crescimento na modalidade de ciberataque: o ataque de phising no GCP (Google Cloud Platform). 

Conforme dados da Check Point, os hackers enviam documentos em PDF para o Google Drive dos usuários, incluindo uma página de phishing. Com isso, os cibercrimonosos burlam os sistemas de detecção, tornando mais difícil para as empresas e indivíduos identificarem o ataque. 

A partir do momento que os cibercriminosos disfarçam suas ações maliciosas, enganando os usuários por meio de um site confiável, é preciso repensar os arquivos que são recebidos no Google Drive. Esse alerta foi dado pelo Diretor de Inteligência de Ameaças da Check Point, Lotem Finkelsteen. 

 

O uso do armazenamento na nuvem

Uma das melhores soluções para combater esse ataque de phishing no GCP é o armazenamento em nuvem. Com isso, é possível garantir que os dados sigiliosos da empresa estejam completamente seguros, uma vez que os arquivos são sincronizados automaticamente coma nuvem, fora da empresa. 

Dessa forma, mesmo que a empresa seja invadida ou infectada, o armazenamento na nuvem garante que todos os dados e informações da empresa sejam recuperados facilmente. 

Além disso, as empresas podem adotar algumas medidas de prevenção, tais como:

  • Certificar que os usuários não usem a mesmas para diferentes contas e aplicativos;
  • Redobrar a atenção com arquivos recebidos de remetentes desconhecidos;
  • Verificar erros de ortografias em sites e e-mails;
  • Ter atenção com domínios semelhantes;
  • Solicitar aos usuários que não realizem ações digitais que fogem da sua rotina. 

O mais importante é contar com um sistema de armazenamento na nuvem. Essa estratégica garante a recuperação dos arquivos corrompidos, emite relatórios e permite a compatibilidade com diferentes sistemas operacionais. Quer saber mais? Fale com nossos consultores. 

Deixe uma resposta