fbpx

Brasil está no Top 4 de países que mais sofreram ataques DDoS

Brasil está no Top 4 de países que mais sofreram ataques DDoS

Infelizmente, o Brasil atinge em 2020 o 4º lugar de países que mais sofreram ataques DDoS. O país só perdeu para o Japão, China e Estados Unidos. 

Os ataques de negação de serviço (DDoS) é um dos golpes cibernéticos mais aplicados em todo mundo. Este ranking fez parte do relatório elaborado pela empresa NSFOCUS – 2020 Mid-Year DDoS Attack Landscape Report. Conforme apresentado no relatório, o Japão recebeu o maio volume de tráfego DDos, respondendo a 49,11%, seguindo por China com 22,89%, Estados Unidos com 15.14% e Brasil com 8,10%.

 

Como funciona um ataque DDoS

O ataque DDoS envia solicitações múltiplas para um determinado recurso Web invadido a fim de exceder toda a capacidade que o site tem para lidar com várias solicitações.

Essa ação impede o funcionamento correto. Com isso, as respostas às solicitações aos usuários do site se tornam mais lentas que o normal, sendo que muitas dessas solicitações poderão ser ignoradas totalmente. 

Os alvos mais comuns dos ataques DDoS são empresas de serviços online, sites de compras virtuais e cassinos online. 

O objetivo final dos criminosos é “negar o serviço” total do site. Assim, ele pode prejudicar os negócios da empresa e até mesmo solicitar um resgate para interromper o ataque. 

 

Ataques DDoS e a pandemia Covid-19

Segundo o relatório da NSFOCUS, os ataques DDoS tornaram-se mais frequentes com a propagação mundial da pandemia. Boa parte dos ataques DDoS foram atribuídos à concorrência entre empresas similares, em que uma determinada empresa tentava derrubar outra, interrompendo suas operações. 

Os ataques DDoS também aumentaram, uma vez que as pessoas ficaram mais dependentes da Internet, tanto para as atividades sociais quanto para atividades profissionais. 

Além disso, as agências reguladoras afrouxaram a supervisão aos ataques ilegais. Enquanto isso, os hackers aprimoraram aos ataques DDoS. De acordo com o relatório, quase 70% dos ataques DDoS duram menos de 5 minutos. Isso sinaliza que os cibercriminosos consideram cada vez o custo e a eficiência do ataque. Assim, eles sobrecarregam o tráfego no menor tempo possível, e deixam usuários offline, provocando nervosismo e alta latência. 

Deixe uma resposta