fbpx

A importância do backup corporativo

A importância do backup corporativo

O backup corporativo é a forma mais confiável de prevenir perdas e armazenar os dados da empresa. Perder informações pode trazer problemas administrativos, financeiros e operacionais, representando um ônus significativo para o negócio.

Eduardo Meirelles, diretor comercial da Everest Ridge

Atualmente, os dados são como um ativo empresarial e precisam ser tratados e preservados como algo de valor para o negócio. A continuidade das empresas depende da integridade, confiabilidade e disponibilidade do fluxo de dados que são produzidos diariamente.

Imagine o prejuízo causado pelo vazamento de dados para a concorrência ou pela perda de informações sobre um cliente, entre outros exemplos. Perder dados pode ocasionar problemas administrativos, financeiros, operacionais, representando um ônus significativo para o negócio.

Assim, é essencial estabelecer políticas de armazenamento de dados e de segurança. Abaixo descrevo as principais vantagens de um backup corporativo.

Sistemas de armazenamento de dados

São quaisquer dispositivos equipados com hard disk ou memória que armazenam, gravam e permitem a leitura das informações. Desde um pen drive até grandes servidores são chamados de sistemas de armazenamentos de dados, também conhecidos como storages.

Tipos de sistemas de armazenamento de dados

DAS – Direct Attached Storages: são dispositivos que precisam estar conectados a um servidor ou computador diretamente. Os sistemas de armazenamento de dados DAS facilitam a organização e o gerenciamento de dados e são capazes de centralizar informações. São usados para fornecer maior capacidade de armazenamento para os servidores.

NAS – Network Attached Storages: os sistemas NAS não precisam estar conectados a servidores e computadores. Eles possuem sistema operacional próprio e necessitam apenas de uma porta de rede de Internet, para fornecer mais capacidade de espaço ou processamento.

SAN – Storage Area Network: são infraestruturas de rede para interligar servidores e unidades de armazenamento. O objetivo é proporcionar maior performance e segurança no tráfego de dados. Um sistema SAN unifica os recursos de armazenamento dentro de uma rede local exclusiva de alto desempenho e independente. Esse sistema está fora do acesso direto das requisições realizadas pelos colaboradores.

Mas afinal, o que é backup corporativo?

O backup corporativo é um procedimento de armazenamento de dados, a fim de garantir uma cópia protegida e segura das informações. Atualmente, o backup corporativo é a forma mais confiável de prevenir perdas e armazenar os dados da empresa.

Toda informação que a empresa gera no curso de suas atividades é considerada um dado corporativo:

  • Dados de estoques
  • Registros de funcionários
  • Cadastros de produtos e clientes
  • Dados de vendas e compras
  • XML´s das notas fiscais eletrônicas
  • Dados financeiros como contas a pagar e receber
  • Bancos de dados
  • Demais sistemas auxiliares em geral

Esses dados variam de acordo com o ramo e o porte de empresa para empresa, mas todos eles são essenciais para promover a continuidade das atividades do negócio e precisam ser protegidos.

Esses dados armazenados precisam ser monitorados com frequência, para garantir que os arquivos permaneçam em segurança e não se tornem um problema para a empresa. Há várias situações que podem causar perda de dados, as principais são: incêndios; recuperação falha; bugs no sistema; invasões; falhas de equipamentos; desastres naturais; falhas de usuários.

Se o backup corporativo não é feito da forma correta, pode acarretar mais problemas, trabalho e custos à empresa. Por isso, o backup corporativo deve ser realizado por profissionais capacitados, a fim de evitar que os arquivos sejam atingidos por hackers, ataques de vírus e outras ameaças cibernéticas.

Quais são os tipos de backups mais utilizados?

Backup completo

É a cópia completa de todos os dados da empresa para outra mídia, sem fazer a seleção do que é relevante ou não. Todos os dados serão guardados dentro de uma periodicidade definida.

Sua maior vantagem é que os dados são replicados primariamente, e depois há cópias de modificações recentes. Isso permite maior restauração de informações.

Como o próprio nome sugere, o backup completo abrange todos os sistemas e arquivos da empresa e demanda um tempo maior para salvar a totalidade dos dados, além de um amplo espaço de armazenamento.

É indicado para empresas que não têm preocupação com espaço para armazenar dados.

Backup incremental

Esse tipo de backup copia apenas os arquivos que foram alterados. Ele pode ser usado em conjunto com o backup completo, pois atualiza apenas a última cópia de segurança. Dessa forma, ele copia uma quantidade menor de dados e ocupa menos espaço.

No entanto, o backup incremental apresenta maior vulnerabilidade. Além disso, a restauração dos dados deverá ser feita a partir do último backup completo, além dos incrementos intermediários. Com isso, a recuperação de dados é mais lenta e mais completa, pois depende da identificação do último ponto já trabalhado para que a recuperação aconteça.

Backup diferencial

No backup diferencial, serão copiados todos os dados que foram alterados desde o último backup completo. Caso tenha ocorrido um backup completo e depois um incremental, o backup diferencial retornará ao ponto do backup completo.

Essa abordagem é feita diariamente. A vantagem do backup diferencial é que a restauração é mais fácil, além de ocupar menos espaço de armazenamento. No entanto, o tempo para restaurar é maior do que o completo.

Tanto o backup incremental quanto o diferencial, são indicados para empresas que precisam garantir somente a cópia dos arquivos e dados alterados.

Backup completo sintético

O backup completo sintético é indicado para empresas que possuem um grande volume de informação, como banco de dados, uma vez que ele faz cópia de segurança completa, combinando com abordagens incrementais numa sequência. Dessa forma, o backup está sempre atualizado.

A vantagem do backup completo sintético é a facilidade da restauração e da largura da banda em rede, uma vez que somente as alterações são transmitidas. No entanto, pode acontecer uma sobrecarga no servidor de backup, ocorrido de um incremento simples.

Ferramentas para o backup corporativo

Com o avanço da Internet, novas opções de backup corporativo surgiram. Entre elas estão:

Fitas magnéticas

É a solução mais antiga e econômica do mercado. É relativamente segura, pois as fitas são resistentes. O armazenamento é local e o custo por GB é baixo. Mas está defasada tecnologicamente e precisa ser mantida num ambiente seguro, fora da empresa e longe de qualquer tipo de risco.

Apesar da velocidade alta de gravação, o backup em fita magnética permite que o acesso aos registros seja feito de forma sequencial, restringindo a restauração somente a partir do backup. Além disso, as fitas podem ser roubadas ou perdidas.

HD externo

A principal vantagem dessa solução é a portabilidade. Porém o HD externo é uma peça muito frágil e suscetível a danos por extravios ou quedas. Pequenos empreendedores utilizam essa solução, uma vez que o custo é baixo e de fácil implementação.

No entanto, essa solução demanda uma pessoa responsável por salvar os dados dos diferentes computadores. Há várias desvantagens, tais como:

  • Risco de manter o backup dentro do ambiente da empresa
  • Dados podem ser facilmente roubados
  • É preciso lembrar obrigatoriamente que precisa fazer o backup manualmente
  • Risco de ataques de vírus

Servidor local (data center)

O data center é um backup automatizado usado em larga escala no mundo corporativo. Ele é mais comum em grandes empresas, pois tem custo elevado de investimento inicial e de manutenção.

O backup em data permite um grande escalabilidade, muita segurança e privacidade, pois suporta grande quantidade de dados e arquivos. Em contrapartida, além dos custos elevados, o data center exige profissionais com dedicação exclusiva. Esse tipo de solução é praticamente inviável para as pequenas e médias empresas.

Backup em nuvem

Com o avanço da tecnologia, o backup em cloud, ou em nuvem, foi criado para dar mais segurança ao processo e ampliar o espaço de armazenamento dos dados corporativos.

O backup em nuvem permite armazenamento criptografado, basta uma conexão estável e rápida de internet. Tudo é feito automaticamente, de acordo com a programação designada para sua empresa. O gestor pode acessar o backup de qualquer lugar, inclusive numa reunião com determinado cliente. O acesso é feito online, por meio de uma senha. Isso ajuda a criar uma rotina de backups de segurança.

Essa solução moderna permite que os dados da empresa estejam imunes a qualquer tipo de riscos como incêndios, ataques de vírus, furtos, etc. Além de elevada segurança e proteção total dos dados fora da empresa, uma das maiores vantagens do backup em nuvem é o seu custo baixo.

Muitas empresas combinam até dois tipos de backup. No entanto, o mais importante é realizar backups diários, a fim de evitar qualquer problema.

Até o próximo mês!

Eduardo Meirelles é diretor comercial da Everest Ridge. Tem experiência no mercado de telecomunicações desde 2000 e participou de cases para a Brasil Telecom e Pão de Açúcar, entre outros. Possui vivência em trabalhos internacionais, como gerente de TI em Angola.

Fonte: Infra News Telecom

Deixe uma resposta