You are currently viewing Como criar uma política de proteção de dados em sua empresa

Como criar uma política de proteção de dados em sua empresa

A proteção de dados sempre foi um aspecto muito importante dentro de uma empresa, e ganhou um caráter ainda mais emergencial com a vigência da Lei Geral de Proteção de Dados. Esse documento estabelece as práticas corretas na manipulação e armazenamento de informações, e vem sendo um guia essencial para o tratamento de dados. Nesse sentido, a política de proteção de dados se faz primordial para garantir a segurança e a transparência com seus clientes, parceiros e fornecedores.

A política de proteção de dados ajuda, não só a proteger as informações armazenadas pela sua empresa, como também atua na prevenção de multas e sanções impostas pela LGPD. Para te ajudar a criar uma política de proteção de dados para a sua empresa, preparamos algumas dicas valiosas. Veja a seguir!

Utilize uma linguagem simples

Uma vez que esse protocolo deverá atingir pessoas com diversos perfis, as informações trazidas devem ser claras e específicas. Evite termos muito técnicos e busque transmitir as informações com simplicidade e de forma bastante acessível. A compreensão desses termos é importante para a organização e para o cliente, além de ajudar a transmitir a confiança e a transparência das suas atividades.

As pessoas não gostam das famosas “letras miúdas”, pois elas tendem a se sentir enganadas diante de muita burocracia e tecnicidade.

Facilite o acesso

A transparência no tratamento de informações pessoais é essencial no mercado atual, não só para a proteção da empresa, mas também para garantir um diferencial competitivo e conquistar a confiança dos clientes. Por esse motivo, a política de proteção de dados da sua empresa deve ser um documento acessível, de forma que os clientes não tenham dificuldade em encontrá-lo no seu site.

Seja objetivo quanto à utilização das informações

A Lei Geral de Proteção de Dados exige que haja um consentimento tácito quando for solicitada qualquer informação pessoal de um cliente, especificando a destinação desse dado coletado. Antes de coletar, explique porque essas informações são necessárias, como elas serão utilizadas, se haverá repasse à terceiros, entre outras especificações. Quanto mais claro você for, mais confiante o cliente se sentirá para compartilhar as suas informações pessoais.

E ainda mais importante do que isso: o consentimento é específico, então não utilize as informações coletadas para qualquer outro objetivo que não seja o informado.

Mantenha a sua política atualizada

Sempre que houver qualquer alteração nas condições de privacidade, realize essa alteração na sua política para que ela esteja sempre atualizada e adequada à situação. Essa estratégia também faz parte de um processo de transparência e construção de confiança com os seus clientes.

Busque ajuda, se necessário

Sabemos que determinados conhecimentos podem ser necessários no momento da elaboração da sua política de proteção de dados, então busque ajuda profissional se precisar. A Lei Geral de Proteção de Dados possui diversas particularidades, e contar com alguém que conheça bem essa norma pode ser de grande ajuda.

Elevar a transparência e trazer mais confiança para a sua relação com seus clientes pode fazer toda a diferença no posicionamento estratégico da sua empresa. Crie uma política de proteção de dados eficiente e garanta uma imagem mais sólida no mercado, além de proteger a sua empresa contra possíveis penalidades!