You are currently viewing IoT e os riscos para a segurança digital (e como evitá-los)

IoT e os riscos para a segurança digital (e como evitá-los)

Conforme o mundo embarca mais na era digital, as violações, invasões e hacks de IoT se tornam cada vez mais comuns. Qualquer dispositivo que esteja conectado à internet, está em estado de vulnerabilidade e pode ser hackeado, o que é um problema crescente na atualidade. Recentemente, um grande sistema de oleoduto americano sofreu um ataque cibernético, criando um grande impacto na atividade comercial exercida pela empresa, trazendo novamente à tona os riscos que as falhas na segurança podem trazer.

Essas ameaças evoluem tão rápido quanto a tecnologia, e por esse motivo, é preciso estruturar suas defesas de forma a acompanhar esses agentes mal-intencionados. Sendo assim, as empresas precisam encarar esse desafio e priorizar a proteção dos seus ativos organizacionais e usuários finais por meio da segurança IoT. Mas como isso pode ser feito?

Conheça suas fraquezas

Compreenda a vulnerabilidade dos seus aplicativos IoT: muitas vezes, os problemas de segurança estão no comportamento dos usuários, como uma autenticação fraca. O uso de senhas simples, ou facilmente dedutíveis acaba criando pontos de vulnerabilidade, que facilitam as invasões.

Outros pontos cruciais estão na falta de criptografia durante a transmissão de dados e baixo poder de processamento (que impede a realização de atualizações de segurança). Nesse ultimo caso, podemos acrescentar também o uso de ativos legados que não são compatíveis com a tecnologia em nuvem, que acabam se tornando portas de acesso para essas invasões.

Aprenda com os erros

Analise as violações de segurança de IoT anteriores, tentativas de Hacking e vulnerabilidades, para otimizar a sua estratégia de segurança atual. Essa análise ajuda a reconhecer os pontos de melhoria, evitando ataques futuros.

Otimize!

Incorpore as estratégias e melhorias que podem agregar mais segurança aos seus aplicativos, e aplique protocolos de novos dispositivos. Ao estudar ataques anteriores, a empresa pode implantar soluções efetivas que previnem ataques futuros, otimizando a sua estratégia de segurança, como o uso de protocolos para novos dispositivos.
Um problema muito comum em dispositivos IoT celulares, é o uso de SIMs removíveis, que podem ser facilmente desviados. Uma solução para essa vulnerabilidade é o uso de um eSIM, que é soldado na placa de circuito, dificultando a sua remoção.